LIVRARIA DA FISIOTERAPIA

Ir para o Conteúdo Principal »

Busca no Site

Você está agora em:

Surgical Atlas of Spine - Atlas Cirúrgico da Coluna Vertebral - 9788962783230

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

Surgical Atlas of Spine - Atlas Cirúrgico da Coluna Vertebral - 9788962783230

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em estoque

R$520,00
Acrescentar itens ao carrinho
OU

Descrição Rápida

Surgical Atlas of Spine

Atlas Cirúrgico da Coluna Vertebral 
Ho Yeol Zhang, MD, Ph.D. 

527 Páginas

ISBN13: 9788962783230

ESPECIFICAÇOES 23X31

 

Descrição do Produto

Surgical Atlas of Spine   Livro em Ingles

Editor chefe HO YEOL ZHANG M.D., PH.D

Preface
 
This Atlas of Spine Surgery is focused on
all types of operations column. The authors, all
specialists in their respective areas, were given
specific instructions to examine the nuances of
surgical technique. As such, there should be useful information
these chapters for professionals in all
levels.
Great care was taken to organize the chapters in
a logical and intuitive and the best sequence
possible, used in the book, is as follows. Chapters
were initially divided by anatomical regions,
then each region divided again in the approach
surgical instrumentation and minimally
invasive to leave the reader to easily find
surgical method for the parts they are seeking.
The book's illustrations are the works of the company,
Médard. This company has established these illustrations
anatomical directly observing the bodies in
Department of Anatomy Yonsei University College of
Medicine, and therefore produced with illustrations drawn
success, increasing the overall value of this book.
This book contains everything from the basics
anatomical a spinal surgeon must have all
way for all surgical techniques, both
classic and modern.
I sincerely hope that this book is to help surgeons
column with all kinds of surgeries. Now let
dwell on the reason we call maps a
atlas, and why we also call the first
an atlas vertebra of the spine.
 
Why is it called an Atlas?
Mankind, since ancient times, drew the maps
various methods, while living on this planet. Outside
these maps, we used to call a collection of
maps as an atlas.
The origin of the word, Atlas, dating back to 1569 to a person
identified Heradus Mercator, who drew the maps
using the Mercator projection?.
Mercator began to map the world with its
projection, however, the process was very time consuming and
was only years later that he had died when the
map of the world was finally completed by his son,
Rumold Mercator. Rumold Mercator, following his father?
will published a world map with an image
Atlas, the Greek Titans.
According to Greek mythology when Zeus banished from his father,
Kronos, a giant race of gods called Titans,
was with Cronus against Zeus, Zeus and fought with
all his forces. However, Zeus won in the end,
resulting in all the Titans trapped forever in
hell. During this time, Zeus punished Atlas, King of
Titans to upset the heavens, making him carry the heavens
on his shoulders.

The Greeks thought the time was facing the Atlas
Strait of Gibraltar at the western end of the Mediterranean
which was regarded by them as the end of the world. The Atlas
North Africa are said to be this giant
transformed, and the ocean on the west side of the Strait of
Gibraltar, the Atlantic Ocean.
From Rumold Mercator, has become a trend
incorporate Atlas on world geography and map
collections soon came to be called Atlas.
As this practice was extended, illustrations and books
anatomical images, studied in medical schools also
were called an atlas. This is because the anatomy is like
geography, in the sense that we must find
path to a region of the human body and therefore
anatomical illustrations as maps of human geography.
Besides this, also call the first vertebra of the spine
an atlas. The reason is that the spine is the first
holding the skull, which takes the form of a sphere, so
as heaven or earth.
I predict that readers who are majoring in
spine surgery will have more interest in studying about
spine through knowing how the word? TLAs?
Was derived from Greek mythology.

September 9. 2010

Ho Yeol Zhang, MD, Ph.D.
Chief Editor, Editorial Committee of Textbooks
Clinical Professor of Neurosurgery
National Health Insurance Corporation Ilsan Hospital
Yonsei University College of Medicine
 
1. Cervical
    
Craniocervical junction and upper cervical approach
1 Surgical Anatomy. The craniovertebral junction (CVJ) and
upper cervical spine 3
2. Transoral 11
3. Transmaxillary to the cervical spine and upper
Clivus 19
4. Retropharyngeal Approach in Cervical Spine High
(High Cervical Retropharyngeal Approach) 29
5. The Far Side and subsequent approaches to the junction
craniocervical and cervical lateral approach 43
    
Middle and lower cervical approach
6 Surgical Anatomy. Of the middle and lower spine
49 cervical
7. Anterior approach to the Middle and Lower Column
Cervical 63
8. Posterior approach to the Middle and Lower Column
Cervical 69
    
Degenerative cervical disease and congenital
9. Anterior Cervical Diskectomy 73
10. Anterior cervical corpectomy and fusion 83
11. Anterior Cervical Microforaminotomy 89
12. Arnold-Chiari 97
13. Posterior Cervical foraminotomy, foraminotomy ND
Hole 107
14. Cervical laminectomy and laminoplasty 113
15. Basic Surgical Technique of Cervical discectomy
percutaneous endoscopic (endoscopic discectomy
Percutaneous cervical) 121
     
Fixation of the craniovertebral junction and spinal
cervical
16. Non-operative Fixation 125
Pedicle screw 17., Lateral mass screws, wiring
interspinous 129
18. Occipitocervical fusion 137
19. Anterior Odontoid screw fixation 149
20. C1-2 Fusion 155

2. Junction cervicothoracic and thoracic spine
    
cervicothoracic junction
21. Anatomy cervicothoracic junction 165
22. Anterior approach cervical spine-171
23. Anterolateral approaches to the cervicothoracic junction 175
     
Middle of the thoracolumbar junction and lower chest
24. Surgical anatomy 185
25. Previous Thoracic and thoracolumbar approaches 191
26. Subsequent accesses to Medium or lower spine
thoracic 205
27. Posterolateral Approaches to the East, and thoracic
Low thoracic Junction 215
     
Thoracic degenerative disease
28. Discectomy after posterior and posterolateral approach
227
29. Discectomy following anterolateral thoracotomy
(Open / open mini-TTA) 233
30. Thoracoscopic discectomy and fusion 241
     
Fixation of thoracolumbar junction and thoracic
-. 31 Fixation of Thoracic Junction
anterior thoracolumbar fixation 251
32. Posterior fixation 259
 
3. Lumbosacral spine
   
The lumbar spine
33 Surgical Anatomy. Lumbar spine 267
34 anterior approach. Lumbar spine 277
35. Posterior approach lumbar spine 291
     
sacral spine
36 Surgical Anatomy. Sacrum of 295
37. Previous approaches to the sacrum 301
38. Subsequent accesses to the sacrum 309
     
Lumbar degenerative disease
39. Percutaneous Lumbar Disc Approaches 321
40. Midline Approach for lumbar discectomy 327
41. Following Discectomy paramedian approach 335
42. Laminectomy for degenerative lumbar stenosis Disease
lumbar 341
43. 351 endoscopic lumbar discectomy
44. Posterior interbody lumbar fusion (plif) 359
45. Anterior interbody lumbar fusion and total replacement
Disk 365
46. Transforaminal Interbody lumbar fusion 373
47. Lumbar Interbody Fusion Minimally Invasive 377
     
Fixing of the lumbar and sacral
48:. Fixation of Lumbar Spine and Sacral anterior fixation
395
49 Posterior Fixation. Sacral and Lumbar Spine 405
 
4. Gibbus
50. Adolescent idiopathic scoliosis 419
51. Smith Petersen Osteotomy Later, the Abduction
pedicle, and Spinal Osteotomy techniques
resection 435

5. Tumors, vascular malformations and related lesions
52. Bony metastatic spinal tumor and 447 primary
53. Intramedullary spinal cord tumor 459
54 Surgical Technique. IDEM for resection of 465
55. Spinal vascular malformations 473

6. O.
56. Spinal Cord Stimulation 483
57. Bone Graft Harvest 489
58. Operation for Rare Disorders 495
59. Balloon kyphoplasty 521

Index 527

 

Prefácio 

Este Atlas Cirúrgico da Coluna Vertebral está focada em todos os tipos de operações de coluna. Os autores, todos especialistas em suas respectivas áreas, foram dadas instruções específicas para analisar as nuances da técnica cirúrgica. Como tal, deve haver informações úteis nesses capítulos para os profissionais em todos os níveis. 

Grande cuidado foi tomado para organizar os capítulos em uma seqüência lógica e intuitiva eo melhor seqüência possível, usado no livro, é como o seguinte. Os capítulos foram inicialmente divididos por regiões anatômicas, então cada região dividida novamente na abordagem cirúrgica, instrumentação e cirurgias minimamente invasivas para deixar o leitor encontrar facilmente o método cirúrgico para as peças que estão procurando.

As ilustrações deste livro são as obras da empresa, Médard. Esta empresa tem estabelecido estas ilustrações anatômicas observando os cadáveres diretamente no Departamento de Anatomia Yonsei University College of Medicine, e por isso, produziu ilustrações elaboradas com sucesso, aumentando o valor global do presente livro. 

Este livro contém tudo, desde os conhecimentos básicos anatômicos um cirurgião de coluna deve ter, todo o caminho para todas as técnicas cirúrgicas, tanto o clássico eo moderno.

Espero sinceramente que este livro é ajudar os cirurgiões de coluna com todos os tipos de cirurgias. Agora, deixe-me estender sobre o motivo que chamamos de mapas de um atlas, além de por que nós também chamamos a primeira vértebra da coluna um atlas.

 

Por que é chamado de Atlas?

A humanidade, desde os tempos antigos, desenhou os mapas de vários métodos, enquanto vivem neste planeta. Fora desses mapas, que costumamos chamar de uma coleção de mapas como um atlas.

A origem da palavra, Atlas, remonta a 1569 a uma pessoa identificada Heradus Mercator, que desenhou os mapas utilizando a projeção de Mercator?.

Mercator começou a fazer o mapa do mundo com sua projeção, no entanto, o processo foi muito demorado e que foi apenas o ano depois que ele havia morrido quando o mapa do mundo foi finalmente concluído por seu filho, Rumold Mercator. Rumold Mercator, seguindo seu pai? vontade, publicou o mapa do mundo com uma imagem de Atlas, o titã grego.

Segundo a mitologia grega, quando Zeus banido de seu pai, Cronos, uma raça de deuses gigantes, chamados Titãs, estava junto com Cronos, contra Zeus, Zeus e lutou com todas suas forças. No entanto, Zeus venceu no final, resultando em todos os Titãs presos para sempre no inferno. Neste período, Zeus puniu Atlas, o rei dos Titãs, para perturbar os céus, fazendo-o carregar os céus sobre seus ombros.

 

Os gregos da época achava que era Atlas frente para o Estreito de Gibraltar, no extremo oeste do Mediterrâneo, que foi considerado por eles como o fim do mundo. O Atlas do norte da África estão a ser dito deste gigante transformado, e que o oceano no lado oeste do Estreito de Gibraltar, o Oceano Atlântico. 

A partir Rumold Mercator, tornou-se uma tendência a incorporar Atlas na geografia do mundo, e mapa de coleções logo passou a ser chamada de atlas. 

Como esta prática foi estendida, ilustrações e livros de imagens anatômicas, estudou em escolas médicas, também eram chamados de um atlas. Isso porque, a anatomia é como a geografia, no sentido de que é preciso encontrar o caminho para uma região do corpo humano e, portanto, ilustrações anatômicas como mapas da geografia humana.

Além deste, também chamamos a primeira vértebra da coluna um atlas. A razão é que a coluna cervical primeiro está segurando o crânio, que toma a forma de uma esfera, assim como o céu ou da terra.

Prevejo que os leitores que estão se graduando em cirurgia da coluna terá mais interesse em estudar sobre a coluna vertebral através do saber como a palavra? TLAs? Foi derivada da mitologia grega.

09 de setembro. 2010

Ho Yeol Zhang, MD, Ph.D. 

Editor Chefe, Comitê Editorial de Livros Didáticos

Professor da Clínica de Neurocirurgia

Seguro Nacional de Saúde Hospital Ilsan Corporation

Yonsei University College of Medicine

 

1. Cervical

    Junção craniocervical e abordagem cervical superior

1 Anatomia Cirúrgica. Da junção craniocervical (CVJ) e da coluna cervical superior 3

2. Acesso transoral 11

3. Acesso transmaxilar à coluna cervical e superior Clivus 19

4. Retrofaríngeo A Abordagem da Coluna Cervical Alta (High colo Retrofaríngeo Abordagem) 29

5. O e Extremo-Lateral abordagens posteriores à junção craniocervical e cervical lateral Abordagem 43

    Médio e abordagem cervical baixa

6 Anatomia Cirúrgica. Da parte média e inferior da coluna cervical 49

7. Abordagem anterior para o Médio e Baixo Coluna Cervical 63

8. Abordagem posterior para o Médio e Baixo Coluna Cervical 69

    Degenerativa e doença cervical congênita

9. Discotomia Cervical Anterior 73

10. Corpectomia cervical anterior e fusão 83

11. Microforaminotomy Cervical Anterior 89

12. Malformação de Arnold-Chiari 97

13. Foraminotomy Cervical Posterior, foraminotomy Key Hole 107

14. Laminectomia cervical e 113 laminoplasty

15. Técnica Cirúrgica Básica da Cervical discectomia percutânea endoscópica (discectomia endoscópica percutânea cervical) 121

     Fixação da junção craniocervical e da coluna cervical

16. Non-operative Fixação 125

17 parafuso pedicular., Parafuso na massa lateral, Fiação interespinhosa 129

18. Fusion occipitocervical 137

19. Parafuso de fixação Odontóide Anterior 149

20. C1-2 Fusion 155

2. Cervicothoracic Junction e coluna torácica

    junção cérvico

21. Anatomy junção cérvico 165

22. Abordagem anterior da coluna cérvico-171

23. Abordagens ântero-lateral à junção cérvico 175

     Médio, da junção tóraco-lombar e torácica baixa

24. Anatomia cirúrgica 185

25. Anteriores e toracolombar Abordagens Torácica 191

26. Acessos posteriores para Médio ou inferior da coluna torácica 205

27. Posterolateral Abordagens para o Oriente, torácica e tóraco Junction Baixo 215

     Doença degenerativa torácica

28. Discectomia após posterior e posterolateral Abordagem 227

29. Discectomia seguintes toracotomia anterolateral (aberto / open-mini TTA) 233

30. Thoracoscopic discectomia e fusão 241

     Fixação da junção tóraco-lombar e torácica

31 -. Fixação de Pneumologia e Tisiologia da junção toracolombar anterior fixação 251

32. Posterior fixação 259

 3. Coluna vertebral lombossacral    A coluna lombar

33 Anatomia Cirúrgica. Da coluna lombar 267

34 Abordagem anterior. Da coluna lombar 277

35. Abordagem posterior da coluna lombar 291

     sacro da coluna

36 Anatomia Cirúrgica. Sacrum dos 295

37. Abordagens anterior ao sacro 301

38. Acessos posteriores ao sacro 309

     Doença degenerativa lombar

39. Abordagens percutânea de Disco Lombar 321

40. A Abordagem Midline para discectomia lombar 327

41. Discectomia Seguindo a abordagem paramediana 335

42. Laminectomia Doença degenerativa lombar para estenose lombar 341

43. Discectomia lombar endoscópica 351

44. Interbody fusão lombar posterior (plif) 359

45. Interbody fusão lombar anterior e substituição total de disco 365

46. Interbody fusão lombar Transforaminal 373

47. Minimamente Invasiva Interbody Fusão Lombar 377

     Fixação da coluna lombar e sacral

48:. Fixação da Coluna Lombar Sacral e fixação anterior 395

49 Posterior Fixação. Da Coluna Lombar e Sacral 405

 4. Gibosidade

50. Escoliose idiopática do adolescente 419

51. Smith Petersen Osteotomia Posterior, Subtração do pedículo, e da Coluna Vertebral Osteotomia técnicas de ressecção 435

5. Tumores, malformações vasculares e lesões relacionadas

52. Spinal Bony e metastático do tumor primário 447

53. Cord tumor espinhal intramedular 459

54 Técnica Cirúrgica. IDEM para ressecção de 465

55. Spinal malformações vasculares 473

 

6. O.

56. Estimulação da medula espinal 483

57. Enxerto Ósseo Colheita 489

58. Operação para as Doenças Raras 495

59. Balão cifoplastia 521

Índice 527

 

Tags do Produto

Acrescentar suas Tags:
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.
 

Meu Carrinho

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Comparar Produtos

Você não tem itens para comparar.

Pesquisa

Qual a sua Cor Favorita?
 
 
 
 

Livrariaandreoli